PLÁCIDO CIDADE NUVENS

           Nasceu em Santana do Cariri, estado do Ceará, onde realizou seus primeiros estudos nas Escolas Reunidas, da rede estadual e no Externato Lazolite Queiroz, onde concluiu o Curso Primário. Em seguida, passou a estudar em Crato, no Seminário São José, sementeira de estudiosos que irradia cultura e dissemina o saber ainda hoje pelos quatro cantos do Nordeste. Em Crato, foram concluídos o primeiro e segundo graus. Depois, estudou em Fortaleza, onde cursou Filosofia no Seminário da Prainha. Atento e dedicado aos estudos, Plácido foi contemplado com bolsas de estudo, dando prosseguimento à sua formação intelectual em Roma, na Italia, onde cursou Teologia e Sociologia na Universidade Gregoriana, dos padres jesuítas e obtido o título de Doutor na Universidade Tomás de Aquino, dos Dominicanos. Especialista em Português Superior pela Universidade de Lisboa. Sociólogo com Doutorado em Ciências Sociais pela Pontificia Università San Tommaso D'Aquino (1973). Voltando ao Brasil integrou-se aos trabalhos da Fundação padre Ibiapina, braço social da Diocese do Crato, com notável trabalho de extensão rural, organização dos trabalhadores e treinamento intensivo da mão de obra. Não se afastou, porém, das lides intelectuais. Desde então, lecionou no Curso de Direito (Introdução à Filosofia, Sociologia Geral, Sociologia do Direito), tendo ministrado as mesmas disciplinas nos Cursos de Pedagogia (Sociologia da Educação) e História. Foi Coordenador do Curso de Direito e Diretor do Centro de Estudos Sociais Aplicados. Exerceu as funções de coordenador de curso, e Diretor do Centro de Ciências e Tecnologia da Universidade Regional do Cariri, tendo participado ativamente na criação dos Cursos de Matemática e Engenharia da Produção, vinculados ao CCT.

Foi homenageado por paleontólogos com a inclusão de seu nome a descrição de fosseis. Foi também vice-reitor da URCA na gestão de Violeta Arraes (1996-2003), e reitor (2007-2011), essa função o tornou membro do Conselho Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (CECT&I) criado em plenária no dia 14 de novembro de 2007 pela Assembléia Legislativa do Estado do Ceará.exerce a função de coordenador geral do Museu de Paleontologia de Santana do Cariri.

 De 1983 a 1988 foi Prefeito Municipal de Santana do Cariri, onde realizou uma administração aplaudida por todos pelo senso de organização, operosidade e transparência, concretizando o saneamento básico e racionalizando a urbanização da cidade e semeando escolas e qualificando professores. No setor cultural, apoiou o folclore e a cultura popular, criou a Banda de Música e o Museu de Paleontologia, que através de Contrato de Comodato, transferiu para a urca, em 1988.

O fruto do esforço para a divulgação da ciência paleontológica e objetivação do despertar do interesse por um tema tão vinculado á região e ainda tão pouco difundido entre nós, é o livro Pedras de Peixe de Santana. Tendo também outras obras publicadas como: Evolução da Igreja no Brasil – abordagem sociológica; Sinopse Histórica de Santana do Cariri; Padre Cristiano Coelho – Perfil Pastoral de um Vigário Sertanejo; Patativa do Assaré, um Clássico; Patativa e o Universo Fascinante do Sertão e Sessenta Anos na Câmara Municipal de Santana do Cariri de 1947 a 2007.

No dia 01 de novembro de 2016 Santana do Cariri perde um dos seus filhos mais ilustres. Plácido Cidade Nuvens morre aos 73 anos 

Bem Vindo ao Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens

Agende sua visita pelo 
     Ligue Já: 88 35451206
museu.paleontologia@urca.br 
Telefone ou email
  • Facebook Clean
  • White Google+ Icon
  • White Instagram Icon