Breve Histórico

            Dizem os mais velhos e alguns historiadores comprovam com documentação científica que os primeiros povoadores do município foram dois irmãos: João Alves Feitosa e José Alves Cavalcante. Subindo o curso do Rio Cariús, eles foram se localizar nas ribeiras do Riacho Brejo Grande, mais ou menos no lugar onde hoje se encontra a Igreja Matriz de Senhora Santana. Naquele tempo, a região era habitada pelos índios Buxixé.

               Com base em documentos escritos de grande valor histórico, há uma noticia muito antiga, segundo a qual a 23 de fevereiro de 1717, foi concedida ao Alferes Antônio Pita uma sesmaria de três léguas que tinha como limites o atual Sítio Latão e a Chapada do Araripe. Mas ao que parece, o Alferes Antônio Pita não chegou a explorar as terras que obteve. Há outra informação documentada que em 1744 essas terras foram arrematadas por Domingos João de Carvalho.

            De um modo ou de outro, no Governo de Dom João VI, Santana do Brejo Grande, como era então conhecida, já tinha um núcleo populacional expressivo, justificando a instalação de uma justiça, conforme depoimento de Milliet de Saint Adolphe, em seu Dicionário Histórico e Descritivo do Império do Brasil, publicado em Paris no ano de 1845.

           O município de Santana o Cariri foi criado pela Lei 2.096 de 25 de novembro de 1885, que elevou a povoação de Santana do Brejo Grande à categoria de Vila, sede do município do mesmo nome. O projeto foi apresentado à    Assembleia Provincial pelo Deputado Arcelino Arraes.

              Santana do Cariri já teve vários nomes. Além de Santana do Brejo Grande, que foi o primeiro nome, Santana já se chamou também Santana do Araripe. A Lei 287, de três de agosto de 1893, mudou o seu nome para Santana do Cariri. Pelo Decreto 448 de dezembro de 1938, por inspiração do Dr. Clodoaldo Pinto, passou a se chamar Santanopole. Finalmente, por força da Lei 1.153,de 22 de novembro de 1951, voltou à denominação tradicional, chamando-se, desde então, Santana do Cariri.

     É indispensável para o fortalecimento do turismo em nosso município poder contar com um indicador para um roteiro turístico, descrevendo as principais atrações turísticas e fornecendo elementos informativos sobre estes pontos que constituem o núcleo básico do que representa o patrimônio histórico e cultural do município de Santana do Cariri. É do conhecimento geral, o papel que o turismo desempenha hoje para o desenvolvimento sociocultural de uma região e a divulgação da história e dos seus potenciais atrativos. Assim, faz-se necessário obter e divulgar informações sobre o município de Santana do Cariri, sua formação histórica e os pontos básicos que constituem sua riqueza cultural.

Igreja Matriz de Senhora Sant'Ana

Foi o Padre Pedro Inácio de Moura, vigário de Santana do Cariri de 1893 a 1909, quem mandou demolir a pequenina capela já muito arruinada e iniciou a construção da imponente matriz atual, somente concluída pelo Padre Francisco Silvano de Sousa no ano de 1914. O Padre Silvano de Sousa foi vigário em Santana do Cariri entre 1909 a 1915.

    Na construção da bela matriz foram utilizadas

1.150.000 lajes. Já em 1911 houve a bênção dos sinos, que foram comprados, através de cotas, numa iniciativa do Padre Pedro Inácio de Moura.

Foto: Paulo Henrique

Casa Grande do Coronel Felinto da Cruz Neves e Dona Generosa Amélia

Poucas cidades no Ceará possuem joia de tamanho valor, tesouro raro que encheria de orgulho o acervo cultural e artístico de qualquer comunidade em qualquer parte do mundo. Construída na passagem do século XIX para o século XX e inaugurada em 1911.Berço das decisões municipais durante anos ou décadas, os principais chefes das famílias locais tinham, neste casarão, o seu encontro diário, tornando-se assim a Casa Grande no ancoradouro seguro onde aportavam políticos, autoridades civis, militares e eclesiásticas que demandavam Santana do Cariri

Foto:Paulo Henrique 

Santuário da jovem Benigna Cardoso 

Benigna Cardoso da Silva, a menina mártir, nasceu no dia 15 de outubro de 1928

Era a filha mais nova do casal José Cardoso da Silva e Thereza Maria da Silva

O pai de Benigna trabalhava nas atividades agrícolas,

A mãe fazia as tarefas domésticas no humilde lar do casal e tomava conta dos quatro filhos pequenos.

Benigna viveu apenas treze anos e nove dias e findou sua existência terrena, ferida mortalmente, vítima de uma tentativa de violência sexual, à qual resistiu bravamente, preferindo a morte a pecar contra a castidade. Benigna foi sepultada no dia seguinte, no cemitério de Santana do Cariri no jazigo da família Sisnando Leite que a adotara.

Santuário da jovem Benigna Cardoso (Foto: Ypsilon Félix)

Memorial de mártir Benigna 

O Memorial de Mártir Benigna, surgiu por meio de uma exposição temporária idealizada pelo professor Carlos Eduardo de Sousa, filho natural de Inhumas. A inauguração aconteceu no dia 23 de outubro de 2015 véspera da 13º romaria de Benigna, desde o evento até hoje o espaço abre as portas para visitação, pesquisa e ações sociais. O espaço esta localizado  na Rua Moisés Xenofonte nº 65 atrás da capela de São Vicente de Paulo, no Bairro Inhumas Santana do Cariri. 

O Memorial esta vinculado no programa especial na Proex-Urca. 


 

Aberto: Terça a Domingo (08:00h ás 11:00h - 14:00h ás 17:00h)
Telefone:(88) 99606-1850 

Memorial de Martir Benigna (Foto: Carlos Eduardo)

Pontal da Santa Cruz 

O Geossítio Pontal da Santa Cruz distante 5km da sede de Santana do Cariri. Ponto de observação panorâmica na cidade, está localizado no topo da Chapada do Araripe, próximo ao povoado Cancão Velho, hoje conhecido como Vila do Pontal, numa altitude de aproximadamente 750m. Em cujo topo foi fincada uma cruz para afastar o demônio que segundo crença popular ali fazia aparições.

Foto: Paulo Henrique

Vale dos Buritis

Localizado a 9km da Cidade de Santana do Cariri. O vale dos buritis possui grande importância para os moradores do vale do rio Cariús. Lugar de clima agradável e beleza exuberante, repleto de fontes e córregos que abastece a sede de Santana, os moradores da chapada do Araripe e os habitantes do vale dos Buritis. O nome vale dos buritis se dá devido à grande quantidade dessas árvores nesse ambiente

Foto: Paulo Henrique

O vale dos buritis é destino também para os aventureiros

Rapel no vale dos buritis (foto: Daniely Guerra)

Rapel no vale dos buritis (foto: Daniely Guerra)

Brugge  Euroville Medieval 

Brugge esta localizaa a 9,5 km de distancia da sede do município, contem réplicas de edificações no estilo europeu. no local pode-se também degustar de vinhos e pratos diversos.

Um pedacinho da Europa está bem no meio do Sertão do Ceará

Taxa de entrada são cobradas 

Monte seu Roteiro 

Bem Vindo ao Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens

Agende sua visita pelo 
     Ligue Já: 88 35451206
museu.paleontologia@urca.br 
Telefone ou email
  • Facebook Clean
  • White Google+ Icon
  • White Instagram Icon